Marina da Glória, no Parque do Flamengo (RJ) © Via CAU/RJ

Trecho do Parque do Flamengo homenageia Mendes da Rocha

Prefeitura do Rio determinou como ‘Esplanada Paulo Mendes da Rocha’ o que se compreende entre a Marina da Glória e a Baía de Guanabara

A memória do Arquiteto e Urbanista Paulo Mendes da Rocha, que deixou a comunidade no último domingo (23/5), permanecerá viva também na capital carioca. Agora a Prefeitura do Rio denominou um trecho do Parque do Flamengo, entre a Marina da Glória e a Baía de Guanabara, como ‘Esplanada Paulo Mendes da Rocha’, homenagem ao arquiteto publicada no Diário Oficial do Município de ontem, 27 de maio.

A medida considera a importância do profissional para a Arquitetura e o Urbanismo mundiais, e a escolha do local leva em consideração o pensamento do urbanista, para quem “a geografia era a primeira e primordial arquitetura”. A Esplanada, com cerca de 32 mil metros quadrados, está sob projeção de terra que avança para o mar, dentro do parque.

 

© Via CAU/RJ

 

Dono de uma trajetória profissional ímpar e colecionador de honrarias, Mendes da Rocha  recebeu o Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-americana em 2000; o Prêmio Pritzker (“Nobel da Arquitetura”) em 2006; o Leão de Ouro da Bienal de Veneza de 2016; o Imperiale Praemium (Prêmio Mundial de Cultura em Memória de Sua Alteza Imperial o Príncipe Takamatsu do Japão), também em 2016; e a Medalha de Ouro Real de 2017 do Royal Institute of British Architects (RIBA). Em 5 de maio, foi anunciado como o ganhador da Medalha de Ouro UIA 2021, que seria oficialmente entregue em julho próximo, durante a realização do UIA2021RIO.

 

Saiba mais na PROJETO

Traços do inestimável Paulo