Teatro Castro Alves em construção | Foto: Acervo TCA

Teatro Castro Alves lança financiamento coletivo para possibilitar visitas educativas

A iniciativa inédita, que depende de prévia arrecadação on-line, deseja manter viva a memória do maior complexo cultural da Bahia através de tours guiados por seus bastidores. A contribuição pode ser feita até o próximo 19 de janeiro. Participe!

O Teatro Castro Alves (TCA), localizado em Salvador (BA), encabeça o programa “TCA de Perto – Programa de Visitas Educativas no Teatro Castro Alves”, organizado pela Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA), com a intenção de abrir as portas para visitas educativas e gratuitas, durantes seis meses, além de promover pontuais ações de restauro e conservação neste que é o maior complexo cultural baiano. Para que seja possível viabilizar tais atividades, a iniciativa se apoia em ação de financiamento coletivo, em curso pelo benfeitoria.com/tcadeperto até o próximo 19 de janeiro.

Em um momento em que os palcos estão sem receber público em função da pandemia, é importante pensar em outros usos para os equipamentos culturais, que podem se converter em espaços de convivência cidadã e promoção do bem-estar por meio da arte e da cultura, bem como em sua relação com a cidade”, afirma o presidente da ATCA, João Américo Bezerra.

Sabe-se que o TCA integra a lista de selecionados no ‘Edital Matchfunding BNDES+’, que estimula ações de fomento ao patrimônio cultural brasileiro. Assim, para cada real arrecadado na campanha, o BNDES doa mais dois, triplicado os recursos até atingir a primeira meta, estimada em R$ 152.500,00. A meta mínima de arrecada é, portanto, de R$50.833, a ser triplicada pelo Matchfunding BNDES+ 2020.

 

O que arrecadarmos tornará possível a estrutura que viabiliza as visitas educativas, previstas para que aconteçam durante seis meses, de terça-feira a sábado, em português, libras e inglês. Mais de 25 mil pessoas terão a oportunidade de conhecer o Teatro Castro Alves bem de perto. É um financiamento coletivo para o coletivo”, inscreve o descritivo da ação.

O programa convida o visitante a conhecer os bastidores do teatro – não somente físicos, mas aqueles intrínsecos a sua história. Durante o percurso, serão abordados, por exemplo, fatos curiosos e memoráveis sobre o complexo, aspectos singulares de sua arquitetura, seu rico acervo artístico – como o painel de Carybé e a estátua de Mário Cravo -, o cotidiano de grandes formações que fazem história em seu palco, como a Orquestra Sinfônica da Bahia e o Balé do Teatro Castro Alves, e mais. As visitas serão feitas de acordo com os protocolos sanitários recomendados pelas autoridades médicas, mediante situação pandêmica, com grupos de até 16 pessoas.

 

 

Sobre o TCA

O Teatro Castro Alves (TCA) é um marco na paisagem de Salvador e um dos poucos remanescentes da arquitetura moderna da década de 1960. A edificação é testemunha e parte do desenvolvimento urbano de Salvador, no Centro da capital baiana, articulando diversos bairros e projetando-se para a Praça Dois de Julho, no Campo Grande, cartão postal da cidade. Tombado em 2014 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como patrimônio cultural nacional, o TCA foi inaugurado em 1967, através de uma lendária trajetória de construção e reconstrução, em estado permanente de renovação.

Seus três palcos – Sala Principal, Concha Acústica e Sala do Coro – são cenários fundamentais das artes do país, tendo recebido os principais nomes de nosso contexto cultural, bem como variados artistas internacionais, a exemplo de Gilberto Gil e Caetano Veloso, Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) junto com o Afoxé Filhos de Gandhy, Tom Jobim, João Gilberto, Montserrat Caballé, Milton Nascimento, Fernanda Montenegro, Philip Glass, Maria Bethânia, Olodum, Chico Buarque, Marisa Monte, Ilê Aiyê, Marco Nanini, Ney Matogrosso, Gal Costa, Paulo Autran, Esperanza Spalding, Novos Baianos, Bobby McFerrin, Luciano Pavarotti, Ney Latorraca, Daniela Mercury, BaianaSystem, Grupo Corpo, Jessye Norman, John Malkovich, Mercedes Sosa, Yo-Yo Ma, Cia. de Dança Deborah Colker.

Sobre a Associação Amigos do Teatro Castro Alves

A Associação Amigos do Teatro Castro Alves é uma organização sem fins lucrativos formada em 2012 por cidadãos que atuam propondo ideias, desenvolvendo projetos e articulando forças com o propósito de contribuir com o desenvolvimento do Complexo Teatro Castro Alves. Há mais de 3 anos a ATCA também é gestora da Orquestra Sinfônica da Bahia, a partir do processo de publicização da orquestra consolidado em abril de 2017.