SuperArquitetas: jogo de cartas traz a história de 34 mulheres!

A diversão promove difusão e enaltecimento de vida e obra de arquitetas, urbanistas e designers de todo o mundo e de diferentes épocas. Já à venda!

© Divulgação

 

 

Os incríveis desenhos de arquitetura de Marion Mahony, primeira arquiteta registrada em Illinois (Estados Unidos), figuraram em muitos projetos de Frank Lloyd Wright – que nunca lhe deu crédito por eles. Sophia Hayden, primeira mulher a se formar arquiteta pelo MIT, venceu o concurso para projetar o Edifício da Mulher, recebendo, no mínimo, três vezes menos do que se pagava a seus colegas homens. Mayumi Watanabe fez parte do primeiro grupo de professores na Universidade de Brasília (UnB). Carmen Portinho, uma das responsáveis por trazer ao Brasil o conceito de habitação popular, lutou pelo direito das mulheres ao voto. Ruth Glass cunhou o termo “gentrificação”. Rosa Kliass tem mais de 300 projetos construídos. Zaha Hadid foi a primeira mulher a receber o prêmio Pritzker (2004) e a medalha de ouro do RIBA (2016).

Essas são algumas histórias trazidas pelo jogo SuperArquitetas que, em 34 cartas, representa 34 arquitetas de diferentes regiões do mundo e de diferentes épocas. Idealizado pela Pistache Editorial, responsável pelo projeto Casacadabra, que inclui livros de arquitetura e urbanismo para crianças, e em parceria com a revista PROJETO, o material interativo objetiva reforçar atuação e principais feitos das profissionais, sendo igualmente esforço para enaltecer a presença da parcela feminina no setor da construção civil, chamando atenção para a luta por equiparação de gêneros no ramo.

 

© Divulgação

 

Algumas informações foram muito difíceis de encontrar, principalmente as das arquitetas pioneiras. É incrível como essas histórias são tão pouco registradas. Com o jogo, quisemos relembrar essas profissionais e divulgar seus trabalhos – além de garantir muitas horas de diversão”, conta Bianca Antunes, uma das idealizadoras.

 

Para dois ou mais participante, o jogo sugere três formas de diversão, porém não se restringe a elas. A primeira é similar ao tradicional “Supertrunfo”, comparando categorias como Data de nascimento, Número de projetos construídos ou livros escritos, Idade de quando realizou sua primeira obra, etc. As outras formas incluem desenhar características da vida das profissionais para a equipe descobrir de quem se trata, ou a equipe fazer perguntas até descobrir quem é a profissional da carta.

No conteúdo estão presentes: Anne Lacaton, Anne Tyng, Beverly Greene, Carla Juaçaba, Denise Scott Brown, Elisabeth Scott, Eulie Chowdhury, Gabriela de Matos, Georgia Louise Brown, Jo Vasconcellos, Lina Bo Bardi, Mayumi Watanabe, Mariam Kamara, Marion Mahony Griffin, Nobuko Nakahara, Odile Decq, Revathi Kamath, Rosa Kliass, Shelley McNamara, Sophia Hayden Bennett, Zaha Hadid. Urbanistas: Ana Falú, Carmen Portinho, Ermínia Maricato, Jane Jacobs, Nadia Somekh, Octavia Hill, Raquel Rolnik, Ruth Glass, Saskia Sassen, Tainá de Paula, Zaida Muxí; além das designers Kim Colin e Ray Eames.

 

© Divulgação

 

Além delas, há ainda duas cartas a completar pelo jogador com mulheres do meio igualmente inspiradoras para si. As ilustrações são de Carolina Hernandes Lopes, também autora das ilustrações do livro “Casacadabra: invenções para morar”.

O jogo SuperArquitetas conta com o patrocínio master da Herman Miller, patrocínio da Roca Cerámica, e apoio da Schüco e da Indusparquet.

 

Sobre as idealizadoras

Bianca Antunes
Mestra em desenvolvimento urbano e cooperação internacional (TU Darmstadt/UIC Barcelona), é jornalista formada e mestre pela ECA-USP. Faz parte da equipe de articulação da iniciativa Urban95 em 11 cidades brasileiras. Foi editora da revista AU – Arquitetura e Urbanismo (Editora PINI) e participou do diagnóstico e pesquisa para o desenvolvimento do CAU Educa.

Simone Sayegh
Arquiteta formada pela FAUUSP e pedagoga, trabalhou para a revista AU – Arquitetura e Urbanismo (Editora PINI) e para o UOL. Seus textos constam em livros de arquitetura e livros técnicos. Fez parte do júri no processo seletivo do CAU Educa, e participou do diagnóstico e pesquisa para o desenvolvimento do programa. Desenvolve cursos e oficinas de arquitetura para crianças.

Carolina Hernandes
Responsável pelo projeto gráfico e pelas ilustrações do jogo “SuperArquitetas” e do  livro “Casacadabra: Invenções para Morar”, Carolina é designer e ilustradora formada pelo Istituto Europeo di Design. Cursou arquitetura e urbanismo na FAUUSP e é pós-graduada em planejamento e produção de mídia impressa pelo Senai SP.

 

SuperArquitetas
Cartas
34 + 2 em branco
Pesquisa e texto Bianca Antunes e Simone Sayegh
Ilustração Carolina Hernandes
Editora independente Pistache Editorial (www.pistacheeditorial.com.br)
Lançamento dezembro de 2021
Adquira o seu www.pistacheeditorial.com.br