Ruth Verde Zein © Via Monarqui.blogspot

Ruth Verde Zein recebe o Prêmio CICA Bruno Zevi Book 2020

Sendo a única mulher latino-americana dentre os premiados, a arquiteta conquistou a honraria pela publicação bilíngue Leituras Críticas (2018)

O Comitê Internacional de Crítica da Arquitetura (CICA) divulgou os vencedores dos Prêmios Livro 2020, Catálogo de Exposições, Jornalismo e Comunicação Digital durante o Simpósio CICA, ocorrido de forma remota e em conjunto com o 27º Congresso Mundial de Arquitetura (UIA2021RIO), no último 19 de julho.

Na ocasião, a arquiteta e urbanista Ruth Verde Zein, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), recebeu o prêmio CiCA Dennis Sharp Book Award 2020, na categoria CICA Bruno Zevi, pelo livro Critical Readings, publicado pela Romano Guerra Editora em parceria com a Nhamerica Platform, sendo uma tradução ao volume Leituras Críticas, anteriormente lançado em 2018.

 

Já sabia desde o ano passado que o livro estava entre os finalistas e fiquei bem feliz com a vitória, pois ficamos entre os cinco primeiros de um conjunto de dezenas de livros de todo o mundo”, celebrou a docente, que é a única mulher latino-americana a receber a honraria.

 

Capa do livro Leituras Críticas © Divulgação

 

O volume premiado trata-se da quinta publicação da coleção Pensamento da América Latina, e traz uma coletânea de textos de teoria, história e crítica de arquitetura, organizados em três temas: ‘Ensino e pesquisa’; ‘Estudos de caso’; e ‘Panoramas’. Vários deles foram escritos originalmente em inglês ou espanhol, para serem apresentados em congressos e conferências internacionais.

 

Além do valor em si, o fato de a autora ser uma mulher latino-americana também deve ser considerado, pois os júris internacionais têm estado mais atentos às contribuições de profissionais de todo o planeta”, comenta a professora Zein.

 

Para a arquiteta, o trabalho como docente na UPM foi fundamental para que se dedicasse à obra vencedora. “Nossa universidade possibilita nos dedicarmos, na maioria do nosso tempo profissional, não apenas à docência, mas também à pesquisa – o que é fundamental para conseguir investir tempo para uma produção intelectual consistente e continuada”, declarou.

Além disso, para Zein, o projeto de internacionalização da UPM foi fundamental, pois a versão em inglês foi lançada nos Estados Unidos por conta de uma viagem feita pela professora em missão apoiada pelo Programa CAPES/PRINT.

Além dela, também são premiados outros dois autores na mesma categoria: Mario Carpo, pela obra ‘The Second Digital Turn: Design Beyond Intelligence’; e Jacques Barsac, com ‘Charlotte Perriand: Complete Works’, Volume 4, 1968- 1999; bem como concedidas quatro menções honrosas: Alan Berger, Joel Kotkin, Celina Balderas-Guzmán, pelo ‘Infinite Suburbia’;  Eve Blau e Ivan Rupnik, com ‘Oil and Urbanism’; Edward Eigen, por ‘On Accident: Episodes in Architecture and Landscape’; e Jesus Vassalo, com o título ‘Epics in the Everyday: Photography, Architecture, and the Problem of Realism’.

A obra de Zein, Leituras Críticas, pode ser adquirida através do link. Abaixo, a cerimônia de premiação.