Primeira mulher ocupa nova diretoria do IAB Nacional

A votação on-line ocorrida no último sábado (26), durante a 163ª reunião do COSU, elegeu a chapa encabeçada pela arquiteta e urbanista Maria Elisa Baptista, que tomou posse no mesmo dia

 

Está em vigor, desde o último sábado (26/9), a nova Diretoria Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-DN) que, até 2023, estará sob a liderança da chapa encabeçada pela arquiteta e urbanista Maria Elisa Baptista como presidente nacional da entidade. Tanto eleição quanto cerimônia de posse ocorreram virtualmente durante a 163ª reunião do Conselho Superior do IAB (COSU) e contaram com a presença dos presidentes da União Internacional de Arquitetos (UIA), Thomas Vonier, e da Federação Pan-americana de Associações de Arquitetos (FPAA), Fabián Farfán.

Configurando-se como única chapa à concorrência deste triênio, sabe-se que esta é a primeira posse liderada por uma mulher ocupante do cargo do IAB desde seu ano de fundação, em 1921, e, neste sentido, a arquiteta eleita expressa: “Alegra-me ser uma mulher a presidir o Instituto de Arquitetos do Brasil. Espero que, ao lado dessa conquista de todas nós, representemos a desconstrução das manifestações patriarcais em todos os seus aspectos no âmbito da profissão, da sociedade e das instituições”.

Ainda em seu discurso de posse [confira na íntegra], Maria Elisa afirma que o desafio dessa próxima gestão corresponde a atuação contrária ao que vem sendo reportado como desmonte dos campos científicos, culturais, econômicos e de direitos sociais no país, bem como o combate à exploração trabalhista e agropecuária de exportação e extrativismo.

 

Vivemos tempos brutos e sombrios dentro de um quadro de dependência que nos afasta a cada dia de qualquer aspiração emancipatória (…). É nesse contexto que nós, arquitetas e arquitetos, somos desafiados a projetar e a construir, a consolidar o papel e a dimensão cultural, civilizatória e libertária da Arquitetura. Esse é o nosso tempo, e é nele que o IAB deve existir e resistir”, pontua.

 

Agradecendo ao trabalho da última Direção Nacional, liderado pelo Departamento da Bahia, sob a presidência de Nivaldo Andrade, a arquiteta elencou a condição: “se podemos hoje almejar avanços, é porque partimos do legado de todos os que nos antecederam”. Nesta perspectiva, uma das prioridades da nova diretoria consiste justamente na ampliação e consolidação do que já vinha sendo desenvolvido pela gestão anterior, sobretudo as ações que se manifestam em prol à defesa da vida e da memória – como o Fórum Nacional e os fóruns estaduais de entidades em defesa do patrimônio cultural e o Observatório do Patrimônio.

Nos novos termos, Nivaldo Andrade seguirá participante da atual gestão como Vice-Presidente Extraordinário Relações UIA2021RIO, auxiliando, portanto, na realização do 27º Congresso Mundial de Arquitetos, a realizar-se em julho de 2021. Em seu discurso de conclusão de mandato, Nivaldo pronunciou:

“Em tempos de graves ameaças à democracia, às instituições, aos direitos humanos e à própria vida, os arquitetos e urbanistas têm uma importante missão a cumprir, criando espaços mais justos e inclusivos e defendendo a dignidade da população através da concepção e construção de soluções de habitação e infraestrutura que contemplem a todos e, em especial, àqueles em situação de vulnerabilidade econômica e social.

Neste contexto, acredito que seja um dos principais papéis do IAB estimular os arquitetos a não subestimarem seu poder de transformar as cidades e a sociedade, dando forma física a conceitos e ideias que promovam melhores condições de vida para todos. A pandemia do Covid-19, como outros momentos de crise no passado, demanda da nossa categoria criatividade, capacidade crítica, comprometimento social e ambiental e domínio técnico. É o momento de repensar nossas edificações e nossas cidades, adaptando o mundo a uma nova realidade. Ou seja, cumprindo o papel social que historicamente sempre coube à nossa profissão.

Contribuir para uma instituição como o IAB, prestes a se tornar centenária, defendendo os valores éticos e os princípios políticos que norteiam a entidade desde sua fundação, é, para mim, uma grande honra e, ao mesmo tempo, um grande desafio. Após três anos de dedicação, é o momento de outrxs colegas, igualmente comprometidxs, assumirem esse papel. A mim, só resta reconhecer as experiências e os aprendizados deste caminho, bem como agradecer a todos os membros da minha gestão que contribuíram para que possamos concluir esse triênio com a sensação de que conseguimos colocar mais alguns tijolos nessa monumental e sólida construção que é o Instituto de Arquitetos do Brasil”.

Nova Diretoria Nacional do IAB 2020/2023 –
Um Instituto de Arquitetos para o Brasil

Presidente Nacional
Maria Elisa Baptista – Departamento de Minas Gerais

Vice-Presidente Nacional
Rafael Pavan dos Passos – Departamento do Rio Grande do Sul

Secretário Geral
Cláudio Listher Marques Bahia – Departamento de Minas Gerais

Diretora Administrativo-financeira
Rosilene Guedes Souza – Departamento de Minas Gerais

Diretor Cultural
Luiz Eduardo Sarmento Araújo – Departamento do Distrito Federal

Vice Presidente Extraordinário de Relações Institucionais
Fernando Túlio Salva Rocha Franco – Departamento de São Paulo

Vice Presidente Extraordinária de Ações Afirmativas
Luiza Rego Dias Coelho – Departamento do Distrito Federal

 


Maria Elisa Baptista
Ex-conselheira federal do CAU/BR por Minas Gerais, Maria Elisa Baptista é doutora em Urbanismo pelo PROURB-UFRJ (2011), mestre em Arquitetura e Urbanismo (2000) e graduada em Arquitetura e Urbanismo (1977) pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora-adjunto nível IV, e foi coordenadora do Curso e Chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Arquitetura, atuando principalmente nos temas projeto de arquitetura, espaço público, reabilitação urbana e ensino.