Obra residencial de Rino Levi é demolida na rua Augusta

Projeto modernista do edifício Nicolau Schiesser foi criado em 1933

Conhecido pelas varandas curvilíneas, o Edifício Nicolau Schiesser foi desenvolvido, em 1933, pelo arquiteto modernista Rino Levi. Em 2014, 81 anos depois de sua inauguração, a estrutura, que ocupa o número 901 da movimentada rua Augusta, está em processo de demolição.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, os ex-moradores disseram ter vendido as unidades à construtora Gafisa. Antes de ser demolido, o edifício estava descaracterizado pela opupação irregular de lojas, que encobriam o desenho original do edifício, cujo declínio teve início na década de 1980.

Outros projetos de Levi na capital paulista também foram demolidos, como o edifício Columbus (1932), revestido de mármore e granito, derrubado na década de 1970. Construída em 1944, a casa do arquiteto e a casa Ferrabino, de 1931, ambas situadas no Jardim da Europa, zona oeste da cidade, já não existem mais.

Em 2013, o Instituto de Arquitetos do Brasil de São Paulo realizou uma campanha de financiamento coletivo para restaurar sua sede, edifício também projetado por Rino Levi, em parceria com o arquiteto Miguel Forte, que se encontra em avançado estado de deterioração. Em agosto do mesmo ano, o governo estadual informou que vai custar parte das obras de caráter emergencial.

Atualmente, sete obras do arquiteto modernista estão tombadas como patrimônio histórico.