Foto: Chema Llanos

Museu da Casa Brasileira comemora 50 anos

A celebração começa pela campanha #MCB50anos, que reúne depoimentos em vídeo sobre a importância da casa, e se estende à visita remota ao conteúdo de três exposições já programadas

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, celebra seus 50 anos. Para comemorar o cinquentenário, o MCB convida o público a continuar fazendo parte dessa história – que poderá ser acompanhada de forma virtual até o fim de 2020.

A comemoração começa com a campanha #MCB50anos, que tem o objetivo de reunir, nas redes sociais, as experiências, emoções e vínculos do público com sua própria casa, suas vivências e memórias de convívio com a instituição ou convidando-o ainda a falar sobre o papel do Museu da Casa Brasileira na preservação e difusão da materialidade da casa pelo viés da arquitetura e do design.

Gilberto Gil, cantor e compositor, é uma das primeiras figuras que participa da campanha com um vídeo em que fala sobre o amor que existe no lar, especialmente nesse momento de recolhimento. Gil comenta ainda sobre o trabalho que o MCB faz ao guardar memórias das casas brasileiras.

“A coleta de depoimentos espontâneos será bastante importante para composição do acervo virtual do MCB; e poder contar com a participação na campanha dos visitantes e personalidades que fazem parte da nossa história nos deixa bastante honrados. Fazemos neste momento a celebração de forma virtual, até que possamos reabrir ao público e comemorar presencialmente”, diz Miriam Lerner, diretora geral do Museu da Casa Brasileira.

O MCB permanece fechado devido à pandemia do Covid-19. Nesse período, o público pode conferir os conteúdos do Museu da Casa Brasileira nas plataformas digitais que contam com atualizações diárias.

Três, exposições temporárias que já estavam preparadas serão inauguradas. “Abriremos ‘Campos de Altitude’ da fotógrafa Kitty Paranaguá’ que traz um recorte especial sobre a forma de habitar nos morros cariocas; ‘Casas do Brasil: Conexões Paulistanas’ com curadoria da designer gráfica Didiana Prata, que apresenta uma extensa documentação das casas da classe média paulistana feita pelo fotógrafo Marcos Freire entre os anos 2002 e 2014, e também, a mostra Urbanismo ecológico, em parceria com a Harvard University Graduate School of Design”, relata Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB.

Criado em 1970, o MCB está localizado em um solar construído entre 1942 a 1945 e que pertenceu a Fábio Prado, ex-prefeito da cidade de São Paulo, e sua esposa, Renata Crespi. É o único do país especializado em arquitetura e design e possui uma programação que contempla importantes exposições temporárias e de longa duração, além de atividades educativas, debates, palestras, lançamento de livros, apresentações musicais e feiras.

Quem quiser participar da campanha, poderá gravar um vídeo de aproximadamente um minuto e postar nas redes sociais com a #MCB50anos. Ou enviá-lo ao e-mail comunicaçã[email protected]