MASP, de Lina Bo Bardi (Ilustração Ángela León / divulgação)

Livro dedicado à Lina Bo Bardi é dirigido ao público infantil

Intitulado ‘Lina: Aventuras de uma Arquiteta’, o volume retrata, através de textos e imagens, uma das figuras mais icônicas da arquitetura moderna, bem como temáticas relacionadas ao urbanismo, feminismo, política e liberdade

Um dos maiores ícones da arquitetura moderna brasileira, Lina Bo Bardi (1914-1992), recebeu uma biografia ilustrada direcionada especialmente ao público infantil. Escrito e desenhado pela designer espanhola Ángela León, o livro “Lina: Aventuras de uma arquiteta” retrata a trajetória da arquiteta ítalo-brasileira e reúne parte das obras projetadas por ela, como o Teatro Oficina, o Sesc Pompeia, a Casa de Vidro e o Museu de Arte de São Paulo (MASP).

 

 

O lançamento – que chegou nesta última quarta-feira (2/12), publicado pela editora Pequena Zahar e com o selo infantil do Grupo Companhia das Letras – é fiel ao retrato da vida de Lina Bo Bardi e dá ênfase a temas ligados ao feminismo, urbanismo, à política e liberdade, transportando os leitores à imaginação e aos sonhos de infância de Lina, que, mais tarde, tornaria uma potência em seu campo de atuação.

Recusando os limites impostos às mulheres pela sociedade em sua época, ela estuda para se tornar arquiteta. Mas para concretizar seus planos, há um oponente que Lina precisa enfrentar várias vezes. Não se trata de uma pessoa, mas de uma forma de pensar que condena opiniões diferentes e proíbe tudo o que se desvia das leis impostas pelo regime: o totalitarismo”, pontua a sinopse do título.

O livro de 64 páginas também abre espaço a alguns dos mais críticos períodos históricos enfrentados pela arquiteta – como a Segunda Guerra Mundial, ainda em território italiano, e o regime militar brasileiro. De acordo com o descritivo do volume: “Onde Lina cresceu, os poderosos decidiam derrubar bairros inteiros porque achavam que as cidades deviam ser mais modernas. Fortemente identificado com o Brasil de hoje, principalmente das grandes metrópoles, o livro faz pensar a arquitetura do ponto de vista humano. Para Lina, o arquiteto é o grande mestre da vida: ‘a arquitetura não existe sem as pessoas’, pontua o livro”.

Além de ícone em sua área de atuação, Lina Bo Bardi é símbolo da igualdade de gênero e da luta pela liberdade de expressão, pois, sendo autora de inúmeras construções de prestígio, tornou-se ela própria um monumento aos direitos das mulheres e à democracia.

Confira a live de lançamento do livro

Sobre a autora e ilustradora

Ángela León nasceu na ilha de Maiorca, mas cresceu em Madri e se formou em design industrial. Tem realizado projetos artísticos no espaço público em diferentes países e escrito e ilustrado livros voltados para a cidade e a infância no Brasil e na Itália. Em 2018, criou o livro “Guia fantástico de São Paulo”, que apresenta a metrópole paulistana por meio de desenhos e textos ilustrados – uma obra recomendada “para quem vê uma cidade, mas sonha com outra”.

 

Lina: Aventuras de uma arquiteta
Texto e ilustrações
Ángela León
Publicação Pequena Zahar
Selo Grupo Companhia das Letras
Páginas 64
Formato 18 x 25,5 cm
Acabamento Brochura
Idade recomendada a partir de 9 anos
Preço R$ 54,90