IAB-SP: assista aqui ao 1º debate preparatório para a XIII BIA de São Paulo

Com retransmissão pela Revista PROJETO, inicia nesta quinta-feira (30/7), às 19h, a programação introdutória que fomenta o tema central ‘Reconstrução’ da BIA 2021. Participe!

 

Nesta quinta-feira (31/7), às 19h, inicia-se a sequência de debates preliminares da XIII Bienal Internacional de Arquitetura (XIII BIA). Intitulado “O Brasil nas Bienais”, o evento será retransmitido on-line aqui na plataforma da Revista PROJETO e promete trazer preliminares a respeito do tema central da próxima BIA 2021, ‘Reconstrução’, que também conta com a PROJETO como parceira oficial de mídia. Além deste debate, mais dois integram o calendário e serão realizados no seguinte mês de agosto, com a mesma retransmissão.

Tratam-se de discussões que desvendam a própria essência de exposições de arte e de arquitetura da próxima edição da BIA, além de instigar reflexões acerca do papel de arquitetos, urbanistas e de tantos outros profissionais do setor construtivo para cidades mais justas e democráticas. Também serão realizadas chamadas abertas para selecionar projetos, atividades e intervenções vinculadas à Bienal.

Segundo Sabrina Fontenele, diretora de cultura IAB SP:

Este processo buscará contribuir com o fortalecimento de uma rede de colaboração – envolvendo universidades, instituições culturais, movimentos sociais, entre outros – que atuem frente a um pacto social para compartilhar projetos, narrativas, experiências, ferramentas que possibilitem compreensão, atuação e transformação do ambiente e da cultura urbana”.

A série dá ainda continuidade ao processo seletivo acompanhado da figura de uma curadora residente que possa pensar na edição atual, como também na construção de um modelo para as edições seguintes, de maneira a torna o processo de construção do evento ainda mais aberto e representativo – o lançamento da consulta pública ao edital ocorre no próximo 27 de agosto e as demais ocorrências seguem durante este segundo semestre de 2020, com oficialização do grupo previsto para fevereiro de 2021. Atuarão ainda um Conselho Consultivo a ser configurado pelo IAB SP, com regras para conferir representatividade e um Comitê de Acompanhamento no Conselho Superior do IAB, que congrega todos os Departamentos estaduais.

O novo modelo a ser experimentado segue para um formato a ser replicado nas próximas cinco edições da Bienal (2022-2032) e busca estabelecer uma rede estratégica de relação com entidades culturais, universidades e poder público, produzindo uma exposição que não se volte somente para o público especializado, mas a todos os interessados a refletir sobre dinâmicas urbanas e arquitetônicas.

Entendendo que as manifestações múltiplas devem ser acolhidas e discutidas, o evento deve priorizar duas áreas da cidade para conectar e integrar ações: uma rede de equipamentos públicos e comunitários nas periferias, onde estão desenvolvidos projetos integrados de transformação urbana e ambiental em diálogo com as comunidades locais; e uma rede de equipamentos culturais e espaços públicos no eixo da Avenida Paulista.

O planejamento da próxima Bienal teve início antes mesmo do fim da última edição, realizada em 2019, quando a chapa recém-eleita do IAB SP previa como principal desafio apresentar temas relacionados à cidade democrática, propondo um novo modelo de governança do evento que incluísse extrapolar os limites do Centro expandido da capital paulista. Diante do cenário pandêmico, a junta considerou ainda mais complexos os entraves urbanos anteriormente previstos, assumindo assumimos a necessidade de repensar espaços e práticas cotidianas – daí o tema ‘Reconstrução’. Não obstante, a chapa elenca eixos diretamente relacionados ao central como suportes para a condução da proposta do evento – a saber: Democracia, Corpos, Memória, Informação e Tecnologia, Fluxos, Economia, Meio Ambiente e Religião. Todos integrarão a pauta dos debates precedentes.

 

Assista aqui ao debate #1

Debate 1 | O Brasil nas Bienais – representações nacionais em exposições de arte e arquitetura a partir de experiências anteriores e perspectivas futuras
Realização 30/7/2020, às 19h
Abertura Nivaldo Andrade (presidente IAB) e Sabrina Fontenele (IAB SP)
Mediação Karina de Souza (IAB SP)
Convidados Carlos Alberto Maciel (Arquitetos Associados) – Pavilhão Brasileiro na Bienal de Arquitetura de Veneza, 2021/2022 I Paula Monroy – Bienal do Chile, 2019: ‘São Paulo: Diálogos y límites’ I Jacopo Crivelli Visconti

 

Calendário

Debate 2 | Para que serve uma Bienal de Arquitetura? – O papel das exposições de arquitetura como possibilidade de estimular reflexões e críticas diante do contexto de crise global
Realização 13/8/2020, às 18h
Abertura Fernando Tulio Salva Rocha Franco (IAB SP)
Mediação Sabrina Fontenele (IAB SP)
Convidados José Mateus – Trienal de Lisboa I Paulo Tavares – Bienal de Chicago I María Samaniego – Bienal Panamericana de Arquitectura de Quito

 

Debate 3 | Democracia e corpos nas cidades: Provocações da XIII Bienal de Arquitetura – garantir e estimular uso e legitimidades das práticas políticas nos espaços urbanos em um país que enfrenta a ameaça da recessão democrática
Realização 27/8/2020, às 19h
Abertura Gabriela de Matos (IAB SP)
Mediação Hannah Arcuschin Machado (IAB SP)
Convidados Marcos Nobre (CEBRAP/Unicamp); Tainá de Paula (IAB RJ); Christian Dunker (USP)


27/8/2020
| Lançamento da consulta pública ao edital do concurso de co-curadoria

15/9/2020 | Lançamento do concurso de co-curadoria

14/11/2020 | Divulgação do júri

23/2/2021 | Anúncio do resultado do concurso

5/2021 – 7/2022 | XIII Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

* todas as demais informações estarão disponíveis no site oficial da XIII BIA