‘Anatomical Transformations in Classical Architecture’, projeto vencedor do Wheelwright Prize 2021, de Germane Barnes Foto: Divulgação

Harvard abre inscrições para o Wheelwright Prize 2022

A competição internacional tem o objetivo de premiar arquitetos em início de carreira que se dedicam a novas formas de pesquisa no setor. Saiba mais!

Até o próximo 30 de janeiro, a Harvard University Graduate School of Design (Harvard GSD) aceita inscrições para o Wheelwright Prize 2022, competição internacional aberta que premiará, com 100 mil dólares, um arquiteto em início de carreira dedicado a novas formas de pesquisa arquitetônica – já em seu décimo ciclo, o Prêmio tem, portanto, o objetivo de promover pesquisas de design expansivas e intensivas que apresentem potencial de impacto significativo no discurso arquitetônico.

O prêmio está aberto a arquitetos emergentes que atuam em qualquer lugar do mundo, tendo como principal requisito de elegibilidade o recebimento de diploma em programa de arquitetura profissional credenciado nos últimos 15 anos. Não é necessária uma afiliação a GSD.

Os candidatos devem enviar uma proposta de pesquisa que inclua viagens internacionais, além de preparar um portfólio, onde são incentivados a considerar diferentes formatos pelos quais a pesquisa e a prática arquitetônica podem ser expressas, não se limitando a trabalho construído, prática curatorial, produção escrita, ou outras manifestações de pesquisa.

Espera-se ainda que o arquiteto vencedor dedique ao menos dois anos de pesquisa em sua proposta, e apresente uma palestra sobre descobertas e conclusões. Durante todo o processo de pesquisa, os membros do júri e demais professores do GSD estarão comprometidos em fornecer orientação regular e feedback de colegas, em apoio ao crescimento e desenvolvimento geral do projeto.

O júri internacional da edição será anunciado ainda neste mês, através do site oficial da Harvard GSD. Os candidatos serão avaliados pela qualidade de seu trabalho de design, realizações acadêmicas, originalidade ou persuasão da proposta de pesquisa, evidência de capacidade em cumprir o projeto proposto e potencial de contribuição do projeto ao discurso arquitetônico.

As inscrições são aceitas apenas on-line, através do site oficial do Wheelwright Prize 2022; perguntas podem ser direcionadas para [email protected]

Também sabe-se que, em 2013, a GSD reformulou o Arthur W. Wheelwright Traveling Fellowship – estabelecido em 1935 em memória de Wheelwright, Turma de 1887 -, convertendo-o a sua forma atual. Com o objetivo de incentivar o estudo da arquitetura fora dos Estados Unidos, em um momento em que as viagens internacionais eram menos facilitadas, o programa se aplicava apenas a ex-alunos da GSD – nesse período foram laureados Paul Rudolph, Eliot Noyes, William Wurster, Christopher Tunnard, I. M. Pei, Farès el-Dahdah, Adele Santos e Linda Pollak.

É digno de nota a concessão do Wheelwright Prize 2021 a Germane Barnes, cuja proposta vencedora ‘Anatomical Transformations in Classical Architecture’ examina a arquitetura romana e italiana através dos pontos de vista de construtores “não brancos”, isto é, estudando como os espaços foram transformados através das contribuições materiais da diáspora africana ao criar novas possibilidades arquitetônicas.