© Ary Diesendruck

Fernando Brandão assina projeto cenográfico no Farol Santander

A fim de valorizar a apresentação das obras de Vik Muniz - componentes de mostra fixa do centro cultural -, arquiteto propôs novo projeto expográfico, luminotécnico, além de recursos gráficos

No quarto andar do Centro Cultural Farol Santander, emblemática atração turística da cidade de São Paulo, está a exposição permanente ‘Vista 360º’, assinada pelo artista brasileiro radicado nos Estados Unidos, Vik Muniz. Passados três anos desde a inauguração, o espaço agora conta com requalificação encabeçada pelo arquiteto Fernando Brandão.

 

O vermelho é a cor símbolo do ‘ponto de vista 360º’, ao mesmo tempo cor do Farol Santader. Neste sentido, tal elemento é o centro das fotografias e perspectivas de Vik Muniz nessa Vista 360″, pontua o arquiteto.

 

Além da nova ambientação, que conta com intervenções ligadas à iluminação e recursos gráficos para valorizar as obras do artista, o espaço também trouxe um autorretrato de Muniz, bem como um vídeo sobre a construção das obras ali exposta – um importante documento que  testemunha tal processo, feito à base de quatro toneladas de material reciclado, retirado do próprio edifício durante sua restauração. Os materiais, como tijolos, pregos, capacetes, arames, pedaços de canos, entre outros, simulam imagens de todo o entorno do edifício.

 

O projeto luminotécnico foi redesenhado a fim de modernizar e dramatizar o contexto da exposição e gerar curiosidades ao expectador (…). Utilizamos a escrita como um recurso gráfico indutor de efeito, criando assim um ambiente cenográfico que propõe ao visitante expectativa positiva ao admirar as obras do Vik Muniz”, complementa Brandão.