Entidades de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro lançam cartilha em combate à pandemia

O documento reúne diversas recomendações para minimizar a disseminação do vírus em atividades relacionadas ao ambiente construído

Na última terça-feira (30), foi lançada uma cartilha digital que compila diversos procedimentos recomendados por arquitetos e urbanistas, a fim de conter a disseminação da Covid-19 em atividades relacionadas ao ambiente construído. O trabalho é resultado de esforço conjunto das entidades do Colégio Estadual das Entidades de Arquitetura e Urbanismo do CAU/RJ, que sistematizaram o material organizado pelo Departamento do Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ) e pela Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar (ABDEH).

Para a coordenadora do CEAU-CAU/RJ, arquiteta urbanista e presidente da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (Abap), Andrea Rego, a cartilha se destaca pela linguagem acessível, objetiva e por suas ilustrações que colaboram para fixação do conteúdo: “A informação correta e de qualidade é grande aliada no enfrentamento da pandemia, que resultou em mais de 58 mil vítimas fatais, sendo mais de 9 mil apenas no estado do Rio de Janeiro”.

A publicação pontua práticas simples de serem executadas no dia a dia. Além de dicas mais básicas – como por exemplo relacionadas às adaptações em entradas de ambientes -, a cartilha oferece auxílio para organização de casas que apresentem idosos ou integrantes com sintomas de Covid-19.

Um dos destaques abordados pelo conteúdo do documento refere-se a organização em assentamentos precários, onde as condições para disseminação do vírus são potencializadas pelas características dos espaços, geralmente com pouca ventilação e elevado adensamento. A cartilha indica, para esses casos, o isolamento em um cômodo da casa, separado dos demais membros da família, mantendo sempre porta aberta e criando barreira técnica através de mobiliários que dificultem o acesso por outros moradores da casa. Ainda, se caso os ambientes não possuírem janelas, recomenda-se a abertura de um vão (1 x 1 metro) com fechamento por mosquiteiro.

A cartilha “Colaboração dos Arquitetos na Reeducação da Disseminação da Covid-19 está disponível para download.

* Fazem parte do CEAU-CAU/RJ: Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (Abap),  Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (Abea), Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura – RJ (AsBEA), Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (FeNEA), Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), e Sindicado dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio de Janeiro (Sarj).