Ecoeficiência e cubismo unem-se em edifício de Richard Meier em Praga

Richard Meier utilizou a linguagem do cubismo tcheco para conceber o projeto do City Green Court, um imenso edifício comercial recém-concluído em Praga. Trata-se da terceira e última obra de um complexo que inclui um centro cívico.

Primeira realização do arquiteto norte-americano no país do leste europeu, a construção já garantiu o selo Platinum da certificação LEED de sustentabilidade.

Os signos da arquitetura local estão presentes nos planos angulares da fachada, bem como no ritmo das superfícies que compõem tanto a área externa quanto a área interna do edifício.

As áreas de circulação, aliás, definem átrios e vãos centrais que além da imponência, escondem uma série de sistemas coletivos de coleta e reuso da água da chuva.

O verde, por fim, se faz presente tanto em alguns dos panos que delimitam a construção como na forma de árvores que cortam a edificação.