CAU/RJ: Pesquisa criará perfil do arquiteto e urbanista em solo carioca

O estudo inédito propõe, sobretudo, levantar informações de profissionais que atuam fora da capital carioca e do funcionalismo público, e almeja captar contribuições para o planejamento estratégico da autarquia no triênio 2021-2023

 

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) realiza estudo inédito para criar perfil do profissional de arquitetura e urbanismo que atua no estado do Rio de Janeiro. A pesquisa se propõe, sobretudo, levantar informações dos profissionais que atuam fora da capital e daqueles trabalham no funcionalismo público. A iniciativa visa ainda captar contribuições para o planejamento estratégico da autarquia para o triênio 2021-2023.

A coleta de informações, iniciada em 25 de junho, através do formulário eletrônico disponibilizado pelo Conselho, tem como público-alvo arquitetos e urbanistas que vivem e trabalham fora da cidade do Rio de Janeiro e os que atuam nas administrações públicas municipais, estaduais e federais no estado carioca. Atualmente, existem 7.591 profissionais que atuam fora da capital fluminense – cerca de 36,5% dos profissionais com registros ativos no estado.

Sabe-se que o estudo está segmentado em três módulos: o primeiro com informações gerais e os outros dois dirigidos aos profissionais do interior e servidores públicos. O encerramento da pesquisa está previsto para o dia 11 de agosto.

De acordo com o presidente do CAU/RJ, Pablo Benetti, as primeiras gestões tiveram como desafio criar e estruturar o Conselho. Hoje, cabe à autarquia encontrar formas criativas e eficientes de se relacionar com os arquitetos e urbanistas do Rio de Janeiro.

 

As informações quantitativas de profissionais registrados no CAU/RJ são importantes, mas precisamos conhecer e entender os anseios dos colegas, principalmente daqueles que se encontram fora da capital. Por isso a importância de os profissionais participarem da pesquisa. Queremos construir, de forma democrática e participativa, o conselho que as arquitetas e os arquitetos e urbanistas do estado merecem e desejam”, afirmou.

 

A pesquisa é uma construção conjunta das Comissões Temporárias do Interior, do Setor Público, de Equidade e Diversidade, além do Grupo de Trabalho de Planejamento. “Nosso objetivo é mapear as necessidades dos profissionais que atuam fora da cidade do Rio de Janeiro e identificar demandas que ajudarão a pautar as ações da nossa comissão”, explicou a coordenadora da Comissão do Interior, Tayane Yañez.

Para a coordenadora da Comissão do Setor Público, Angela Botelho, o levantamento é também uma oportunidade para conhecer e para mostrar os inúmeros campos de atuação em cada setor da administração pública, um primeiro passo para valorização do profissional arquiteto e urbanista servidor público, cujo trabalho é muitas vezes desconhecido pela categoria e pela sociedade e pelos gestores.

Importante destacar que a participação no estudo é voluntária e não tem qualquer caráter de fiscalização. Os profissionais, ao final, poderão ou não se identificar, assim como deixar contatos para acompanhar de perto o andamento da pesquisa e de outras ações do Conselho. Após a conclusão do levantamento, os dados serão analisados e o perfil do arquiteto e urbanista do estado do Rio de Janeiro será divulgado no site do Conselho.

O formulário eletrônico através do link www.bit.ly/pesquisacaurj. Participe!