CAU/BR saúda centenário do IAB com pronunciamento de Nádia Somekh

A presidente do Conselho pontua, sobretudo, o caráter vanguardista que acompanha os 100 anos de existência do Instituto de Arquitetos do Brasil

Nadia Somekh | Foto: Reprodução IAB

 

É uma honra para mim ter a oportunidade de saudar, em nome do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, o Instituto de Arquitetos do Brasil na comemoração de seu centenário.

A data de 26 de janeiro de 2021 é significativa não só para os arquitetos e urbanistas. O IAB tem em seu DNA o protagonismo e a vanguarda nos grandes avanços do país e nos debates com a sociedade.

As discussões sobre a Arquitetura moderna, nos anos de 1930, e sobre o papel social da Arquitetura, nos anos de 1940, levariam ao concurso para a criação de Brasília, na década de 1950, e às propostas pioneiras por uma política nacional de habitação de interesse social e pela reforma urbana, levantadas no Seminário Quitandinha de 1963.

O corajoso papel político que a entidade assumiu ao se colocar contra a repressão na ditadura e a permanente luta por políticas públicas que superem nossas desigualdades sociais são apenas alguns de outros méritos a ressaltar.

É importante lembrar que foi em um fórum promovido pelo IAB, em 1958, que surgiu a primeira minuta de um projeto de lei para a criação do CAU, fruto do anseio da categoria por um conselho uniprofissional. A luta foi reforçada nos anos 1970 com a criação das demais entidades nacionais de arquitetos e urbanistas, que hoje compõem o CEAU, e o ideal pode ser finalmente alcançado em 2010.

Do ponto de vista pessoal, devo confessar minha emoção como conselheira do COSU há 12 anos. A militância no IAB me proporcionou participar de seguidos desafios da entidade, sendo o mais recente como membro da comissão de apoio ao UIA2021RIO.

Na Presidência do CAU buscarei colocar em prática o que aprendi no IAB e na convivência que o Instituto me proporcionou com as demais entidades do CEAU: Vamos juntos valorizar a Arquitetura! Em todas as frente: gestores públicos, formadores de opinião e sociedade em geral.

Nadia Somekh, Presidente do CAU/BR
Janeiro de 2021

 

 

*Originalmente publicado pelo CAU/BR, em 24 de janeiro de 2021.