Brasil encabeça lista dos melhores mercados de trabalho para arquitetos

O Brasil é um dos únicos países do planeta onde a demanda por arquitetos é maior do que a oferta de profissionais no mercado. Esta controversa afirmação é reforçada pela edição 2013 do WA100, pesquisa anual feita pelo portal inglês Building Design, que indica os melhores países e escritórios de arquitetura pra se trabalhar no planeta.

O levantamento aponta as tendências do mercado profissional e é muito aguardado por arquitetos da Europa e América do Norte. Na versão de 2013, ele indica que o mercado deve melhorar em boa parte dos países que enfrentaram dificuldades nos últimos anos, sobretudo na Europa, mas indica que China, Índia e Brasil são os locais mais promissores para os profissionais ligados à construção.

“Para escritórios globais que buscam expansão, as possibilidades são irresistíveis. Opte, porém, pelos três grandes – China, Brasil e Índia – e a concorrência sempre será mais acirrada”, esclarece Amanda Baillieu, editora-chefe do BD. A lógica, de acordo com ela, também vale para escritórios pequenos.

Entre os prós e contras apontados para cada país estão itens como valor médio dos honorários, nível de segurança, concorrência com escritórios locais, impostos, fluência da população no idioma inglês, além dos setores mais atraentes, como arquitetura residencial, comercial, de lazer, etc.

A lista de países promissores, de acordo com o levantamento do Building Design, inclui, ainda, países como Colômbia, Austrália, Líbia, Iraque e Nigéria.