Viver coletivamente: das vilas operárias à Carta de Atenas | Por Hugo Segawa

Conjuntos habitacionais para operários, bancários, funcionários públicos e até remediados, serão muitas as maneiras de agrupar pessoas que têm uma necessidade em comum: o morar. A habitação hoje (como aliás, sempre) constitui um dos graves problemas no Brasil. Todavia, apenas há pouco mais de vinte anos a questão habitacional vem à tona como objetivo de reflexão nos meios acadêmicos, merecendo uma sistematização de informações e análises que certamente ajudará a pensar melhor sobre o abrigo (e o espaço habitável) do brasileiro.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante