Universidades, forma e conteúdo

Apesar da propalada crise no ensino superior, a construção de edifícios universitários tem sido um dos campos mais férteis na arquitetura brasileira recente.

Muito se comenta acerca da crise da universidade no Brasil, sobretudo as carências que limitam a capacidade de atender os objetivos básicos do ensino superior no país. A crescente participação de instituições particulares no segmento universitário a partir dos anos 70 alterou o perfil e as características de nosso ensino superior. Desde então, inúmeras faculdades isoladas em todo o país passaram a acolher um enorme contingente de candidatos a diplomas do 3º grau, excedentes na demanda das poucas vagas das escolas públicas. Nesse vácuo, essas faculdades cresceram e se organizaram em estruturas que vêm mais recentemente sendo reconhecidas como universidades.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante