(Foto: Gustavo Xavier)

Tetro Arquitetura: Casa das pedras, Moeda, MG

Localizada em um condomínio na Serra da Moeda, a cerca de 30 quilômetros de Belo Horizonte, a casa foi projetada de modo a preservar a vegetação nativa de mata atlântica e as grandes pedras existentes no terreno. A implantação usa diferentes ângulos e balanços a fim de ocupar o vazio entre os elementos naturais do lote. Nenhuma árvore ou pedra foi removida para dar lugar à construção, que possui estrutura de concreto.

A contratação dos arquitetos ocorreu ainda na etapa de escolha do terreno pelo cliente e, das alternativas disponíveis na região da Serra da Moeda, optou-se pelo lote de um condomínio pouco habitado – o Residencial Alto Vieiras. O sítio é caracterizado pela presença de vegetação nativa de mata atlântica, pela existência de pedras de quatro ou cinco metros de altura, árvores de grande porte e pelo declive acentuado que oferece vista impactante para as montanhas. Adicionalmente, havia um platô natural a cerca de cinco metros abaixo do nível da rua. “Não há vizinhos, a vista ali é definitiva. Tanto a lateral direita como os fundos do terreno são áreas de preservação ambiental e somente a lateral esquerda pode dar lugar a uma construção no futuro”, detalha o arquiteto Carlos Maia, um dos autores do projeto.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante