Ricardo D’Albuquerque: Centro Empresarial Garcia D’Ávila, Salvador, BA

Distribuição coerente separando atividades num mesmo prédio.

O partido vertical, utilizado no Centro Empresarial Garcia D’Ávila, foi a solução adotada pelo arquiteto para responder a um programa que previa a construção do maior número possível de salões livres com aproximadamente 100 m2 cada e infraestrutura de serviços independente, permitindo o uso simultâneo de dois ou mais deles. Criou-se uma torre com onze pavimentos e quatro salões por andar, sobreposta a um bloco horizontal, no nível térreo, que abriga seis lojas, além do hall de entrada e da cobertura das garagens. Separando os dois blocos (horizontal e vertical), está um pavimento intermediário semivazado, onde se situam alguns serviços de apoio, tais como o restaurante e o salão de eventos, ambos abertos para um grande jardim sobre a laje do bloco horizontal.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante