Renato Mueller: Centro administrativo do Bamerindus, São Paulo

Racionalização de espaços e serviços

Os órgãos administrativo e de processamento de dados do Bamerindus em São Paulo encontravam-se instalados em diversos locais dispersos pela cidade e circunvizinhanças. As dificuldades de comunicação, a subutilização de pessoal e equipamento de apoio, bem como a inadequada distribuição dos espaços e a impossibilidade de concentrar tarefas e funções comuns a vários departamentos constituíam sérios entraves à fluência do desenvolvimento da atividade administrativa.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante