Copa 2014: Estádios solares

Das arenas que deverão sediar os jogos da Copa de 2014, até agora apenas duas implantaram o sistema de energia fotovoltaica, além do estádio de Pituaçu, em Salvador, que aderiu ao projeto Estádios Solares mesmo sem fazer parte do grupo dos 12 escolhidos para as partidas do Mundial.

A construção de estádios para a Copa de 2014 abriu as portas para a tecnologia fotovoltaica no Brasil através de projetos de alta visibilidade. Um deles é o Estádios Solares, que tem o objetivo de divulgar a tecnologia e incentivar seu uso com a integração de geradores solares fotovoltaicos em arenas de futebol. A iniciativa é do Instituto para o Desenvolvimento das Energias Alternativas na América Latina (Ideal) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mas esse tipo de projeto depende de empreendedores com visão, e essa condição não esteve sempre disponível, na opinião de Ricardo Rüther, professor da UFSC e diretor técnico do Instituto Ideal.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante