Foto: Mario Águas

Königsberger Vannucchi

“Sempre fomos muitos generosos um com o outro. Acredito que seja por isso que estamos juntos há mais de 40 anos”, avalia Jorge Königsberger comentando a sociedade que ele e Gianfranco Vannucchi mantêm há mais de quatro décadas no escritório que leva seus nomes. “Outra razão é que somos um casal que não faz sexo”, acrescenta com humor. As ironias e a forma mais leve e fluida foram expostas por Königsberger ao longo da entrevista realizada no início de junho e que serviu de base ao perfil publicado nesta edição. O estado de espírito do arquiteto coincide com o processo de transformação atualmente em curso no escritório: “Tudo o que está acontecendo é muito prazeroso”, ele afirma. JK e GV, como alguns se referem à dupla, concordam que, especialmente no início, tratou-se de um processo árduo e sacrificado. Reconhecem, porém, que as transformações em curso (que objetivam fazer com que o escritório sobreviva independentemente da presença ou ausência de um ou outro, ou de ambos) levaram à redução do número de conflitos no ambiente de trabalho, entre outros benefícios. Sócio mais recente, o engenheiro mecânico Daniel Toledo (o “ovinho da serpente” deixado pelo executivo que acompanhou a sua contratação em 2013, como brinca Königsberger), que se tornou o administrador responsável, é, em boa parte, o gestor dessa transição. “Não sufoco o pessoal querendo assumir o papel do Gian ou do Jorge”, afirma Toledo.

 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante