O coroamento é feito pela marquise, que cobre parcialmente os terraços e se projeta para fora

Padovano & Associados Arquitetura: Edifício Ana Luíza, São Paulo

A exigência de dar o máximo aproveitamento ao lote irregular, a localização em área sujeita ao ruído de tráfego incessante e os métodos convencionais usados na construção foram fatores pouco propícios que os arquitetos Bruno Padovano e Maria Beatriz Ferreira de Souza souberam transformar em condições mais que favoráveis ao Ana Luíza, edifício de 22 andares implantado no bairro do Paraíso, em São Paulo.

Nada é ao acaso no projeto do edifício Ana Luíza, torre com apenas 21 apartamentos-tipo (um por andar, com 270 metros quadrados de área útil cada) e um dúplex de cobertura. O programa, comum a muitos outros prédios, exigia o máximo aproveitamento do potencial construtivo do lote, área de lazer com piscina e jardins, além de unidades com quatro suítes e quatro vagas de garagem. O diferencial ficou por conta das soluções arquitetônicas adotadas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 6,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 6,99 mensaisJá sou assinante