(Foto: Marco Cappelleti, Cortesia OMA)

OMA: MEETT, Toulouse, França

Subvertendo os padrões: o OMA conclui o MEETT, em Toulouse, como dispositivo de ligação entre a cidade e o campo. Trata-se do novo centro de Exposição e Convenção da capital da Occitânia, concebido como uma faixa ativa – um projeto horizontal e compacto, dividido em três partes paralelas: uma fileira de pavilhões modulares de exposições ao norte; um centro de convenções e um salão de eventos multifuncionais ao sul; e uma área de recepção ao centro, com um silo de estacionamento para 3.000 carros.

Só é apropriado falar sobre o MEETT em termos de design – no significado mais amplo da palavra – porque seu resultado é o produto de uma elaborada experimentação urbano-arquitetônica repleta de decisões estratégicas. Atual terceiro maior parque de exposições da França, o MEETT é uma ação mais urbana que arquitetônica, sem dúvidas, mas surpreende por seu processo de projeto reunir decisões economicamente conscientes e pragmáticas com reflexões arquitetônicas minuciosas. Diante da paisagem do início dos campos occitânicos, a equipe liderada pelo sócio Chris van Duijn optou pelo uso da grande escala como linha de fuga à pressão de espraiamento e urbanização que o lugar sofre. Ainda, a escolha por uma densidade programática com mais diversidade e flexibilidade que o próprio concurso solicitava, apresenta-se como antídoto aos padrões tipológicos e de programa desse tipo de edificação, normalmente rodeada por grandes áreas pavimentadas para estacionamento e com composições materiais majoritariamente opacas e pesadas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante