(Foto: Nelson Kon)

Paulo Bruna Arquitetos Associados: Sirius, Campinas, SP

Depois de anos de projeto e obra, o Sirius - nova fonte de luz síncroton brasileira - iniciou a operação. Instalado no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), o complexo em Campinas, SP, foi batizado de Sirius em homenagem à estrela mais brilhante do céu a partir do hemisfério Sul, numa referência à sua capacidade de gerar luz intensa. A arquitetura é assinada pelo Paulo Bruna Arquitetos Associados. A seguir, o titular do escritório revela detalhes da empreitada.

Quando perguntado sobre a conclusão da obra (ameaças de contingenciamento de verbas foram frequentes ao longo dos trabalhos), o arquiteto Paulo Bruna, do alto de seus 78 anos e bastante assenhorado de seu ofício, revela outra expertise. Tornou-se um bom entendedor de física de partículas. E começa a explanação do início, revelando que o edifício principal que projetou para integrar o complexo está efetivamente pronto, restando aos físicos agora a tarefa de montar no local os equipamentos necessários, etapa esta que ainda deve durar anos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante