O grande diorama central abriga lagartos

Nelson Dupré: Museu Biológico do Instituto Butantan, São Paulo

O arquiteto Nelson Dupré foi o responsável pela concepção do projeto de revitalização do Museu Biológico do Instituto Butantan, concluída em março passado, em meio às comemorações do centenário da instituição. A proposta transformou o espaço em um museu temático voltado sobretudo à educação, uma vez que a maioria dos 500 mil visitantes/ano são estudantes. Recursos cenográficos renovaram o espaço do museu.

O Instituto Butantan é um importante centro de investigação científica onde, atualmente, trabalham mais de 150 pesquisadores. Apesar de ser considerado um dos únicos do mundo a apresentar cobras, lagartos, aranhas e escorpiões vivos, o museu da instituição ocupava instalações precárias, que colocavam em risco a saúde dos animais e a segurança dos visitantes. Desde que foi criado, na década de 1960, está abrigado em um edifício eclético construído em 1920 e usado originalmente como cocheira dos cavalos inoculados para a fabricação do soro antiofídico. O conjunto de prédios do instituto foi tombado, no início da década de 1980, pelo Condephaat.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante