Lloyd’s, Londres, Grã-Bretanha

MODERNIDADE E TECNOLOGIA: Grande Prêmio Internacional da Bienal de Buenos Aires ’93

A obra do arquiteto inglês sir Richard Rogers, ganhador do Grande Prêmio Internacional da Bienal de Buenos Aires 93, se apresenta como uma continuidade de propósitos e soluções. Desde seus primeiros trabalhos até hoje, para ele a tecnologia é uma ferramenta, não um fim; uma ajuda, não um fetiche. O que importa é a arquitetura em sua necessária função social e sua aptidão estética. Por isso, ele acredita que ‘‘o fracasso da modernidade não é da arquitetura, mas da ética. A crise que enfrentamos deriva do fato de que nosso potencial científico e financeiro ultrapassou nossos recursos éticos e sociais. Para viver em harmonia, nossos grandes avanços em ciência e tecnologia devem estar em equilíbrio com um desenvolvimento ético e cultural”.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante