Miguel Angel Roca | Por Jorge Glusberg

Não é somente um arquiteto. É também pintor, escritor, catedrático mas talvez haja uma palavra que abarque todas as outras. Arquiteto, pintor, catedrático e escritor. Roca é essencialmente um polêmico. Polemikós: arte da guerra. Em seu caso, nos referimos à guerra da arte. Como? Não são duas atividades antagônicas? Pelo contrário: arte é guerra permanente.

Guerra interminável contra o velho, o estabelecido, o costume, o gasto, o organizado, o fútil, o tediosamente consciente. Guerra insensata para resgatar o gesto, o oculto, o intacto, o fugaz, o possível. E a liberdade, indispensável componente do ser. Neste combate, a bandeira é a utopia.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante