Foto: Lucas Cancela

Marcos Franchini e Nattalia Bom Conselho: Casa Comiteco, Belo Horizonte (MG)

Concebida para uso duplo – sala de aula e moradia – por três proprietários, esta edificação realiza perfeitamente sua vocação, despontando como um bloco único num ponto alto da capital mineira. O projeto conseguiu manter a separação necessária, observar o orçamento e ainda criar espaços contemporâneos e flexíveis

Diante dos preços elevados encontrados no mercado imobiliário da época, revelou-se inacessível para o casal de jovens arquitetos adquirir um apartamento ou uma casa pronta na região que almejavam morar em Belo Horizonte – mas a dupla encontrou uma saída original para o impasse. Marcos Franchini negociou a possibilidade de erguer em um terreno pertencente à sua família a residência para ele e a esposa morarem, acompanhada de um novo espaço de trabalho para seu pai, que é professor e consultor de enologia. Para o projeto, juntou-se Nattalia Bom Conselho e o resultado surgiu a quatro (às vezes seis) mãos. Na matemática proposta caberiam três pessoas e dois usos, além de um investimento financeiro menor.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante