Luiz César Barillari: Campus da Unip, Ribeirão Preto-SP

Volumes azuis em Ribeirão Preto
Serão três blocos com salas de aulas, laboratórios, administração, restaurantes e serviços. Os blocos 1 e 2, já implantados, fogem da tradicional solução de corredores estreitos com salas dos dois lados, gerando um amplo espaço central, com pé-direito de 15 metros.Essa solução resultou em dois corpos que, apesar de afastados, ligam-se por rampas atirantadas de circulação vertical e passarelas de acesso às salas. Em cada um dos volumes, banheiros e escadas se concentram em quatro torres, situadas nas extremidades, no caso do bloco 1, e entre a entrada e a ponta do edifício, no caso do bloco 2. No bloco 1, uma placa de sombreamento, inserida a 1,80 m do topo do bloco 1, permite iluminação zenital aos espaços centrais, mas com conforto térmico. Os brise-soleils, afastados do corpo principal, são elementos marcantes da fachada.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante