Lorenzo Martinoia: Centro Comercial, Milão, Itália

Racionalização e economia em centro comercial italiano

Nos limites da zona urbana de Milão, no cruzamento da estrada para Gênova com a tangencial oeste – que recebe todas as rodovias da região foi construído um novo polo direcional e comercial da cidade, Milano Fiori, de autoria do arquiteto Martinoia. “Por contingências de mercado e da política de investimentos, o setor terciário tem absorvido completamente, nos últimos cinco anos, nossa atividade”, declara Lorenzo Martinoia, italiano nascido em Mondovi e estabelecido em Milão, autor de obras residenciais, turísticas, industriais e públicas, com uma experiência diversificada de mais de trinta anos e obras como o Palácio Esportivo de Gênova (1973, com F. Sironi e L. Finzi), cidades turísticas na Calábria e em Siracusa, um hospital para idosos, em Milão, além de numerosos projetos na Arábia e países africanos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante