Entrevista: Carlos Lemos

Aos 88 anos, o arquiteto Carlos Alberto Cerqueira Lemos mantém-se ativo. Chega à FAU da rua Maranhão dirigindo e é capaz de falar por horas a fio, mantendo o tom de voz baixo e sereno. Oficialmente aposentado, ele continua lecionando no programa de pós-graduação da FAU/USP, prestes a completar 60 anos como professor. “Faço isso por patriotismo ou por vício, não sei bem ao certo”, afirma.

Formado pela Universidade Mackenzie em 1950 (a FAU/USP só foi fundada em 1948), Lemos tornou-se especialista em história da arquitetura brasileira e em preservação do patrimônio, o que o levou a colaborar com órgãos das três esferas públicas do setor. Sua extensa produção bibliográfica agora inclui Da taipa ao concreto – Crônicas e ensaios sobre a memória da arquitetura e do urbanismo, livro recém-lançado pela editora Três Estrelas. Os textos do arquiteto também estão, juntamente com os de Ricardo Toledo Silva, em Transformações urbanas: São Paulo 1893-1940 (leia a seção Biblioteca nesta edição), recém-lançado pela Fundação Energia e Saneamento, de São Paulo.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante