Ateliê Legorreta Arquitectos, Cidade do México (Foto: Lourdes Legorreta)

Legorreta: regionalismo e vanguarda

A América Latina, e o México não é exceção, tem demonstrado uma postura cambiante em face da influência cultural dos países desenvolvidos. Com efeito, a partir da independência dos territórios ibero-americanos no século 19, as diversas nações têm apresentado sucessivos períodos de abertura e fechamento no âmbito da cultura. Algumas vezes se abriram aos movimentos vanguardistas, num desejo de não perder o lugar ante a realidade mundial, imitando as propostas mais originais. Em outras ocasiões, se fecharam à influência externa, no afã de conservar e valorizar as próprias manifestações, apoiadas em convicções nacionalistas. Entretanto, essas posturas desencontradas que buscam tanto unir-se ao trem do progresso como isolar-se dentro do regional não se apresentam de maneira absoluta, apenas alternando sua preponderância e, em casos excepcionais, conseguindo fundir-se em uma resposta única.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante