Le Corbusier: Précisions sobre uma viagem, uns projetos e algo mais | Por Fernando Perez Oyarzun

A história pode ser relatada de diversos modos. Em imagens extremas, tem-se, de uma parte, uma cadeia de grandes elos unívoca e permanentemente conectados entre si. Nos antípodas aparece a teia de aranha, tecida de fios frágeis e múltiplos, onde a partir de qualquer um se pode chegar aos demais por muitos caminhos. Se tivesse que escolher, preferiria, neste caso, a segunda.

“Não basta a curiosidade para ir às coisas; faz falta vigor mental para tornar-se dono delas.”
“Demasiada ênfase e pouca precisão.”
“Como confiar em gente enfática? Nada urge tanto na América do Sul como uma geral estrangulação da ênfase.”
“Há que se ir às coisas, há que se ir às coisas, sem mais.”
“Vocês são mais sensíveis que precisos e, enquanto isso durar, dependerão integralmente da Europa no nível intelectual.”
J. Ortega y Gasset
“Carta a um Jovem Argentino que Estuda Filosofia”

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante