Le Corbusier, o Corvo | Por Emanuel Dimas de Melo Pimenta

Le Corbusier, o Corvo, ou apenas Charles-Edouard Jeanneret-Gris, faz cem anos. Cem anos para um dos mais polêmicos e importantes arquitetos deste e de outros séculos. Muito do que ele fez ou disse já acabou – pelo esquecimento, pelo tempo. Mas seu nome parece que ficou, e ainda ficará por algum tempo, sempre como um poderoso mito, associado à indústria, ao modernismo e às idéias quase sempre contraditórias e muitas delas bastante distantes do que ele próprio pretendia.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante