Kengo Kuma e FGMF Arquitetos: Japan House, SP

Delicadas lâminas de madeira de um pinheiro típico do Japão e um painel de concreto leve na forma de cobogó tornam a Japan House um (suave) marco na paisagem da avenida Paulista. Intervenção que deu origem ao espaço cultural juntou o arquiteto japonês Kengo Kuma e o escritório paulistano FGMF Arquitetos

Para os especialistas não é novidade que juntar diferentes funções num mesmo espaço urbano é fundamental para manter a sua vitalidade ou, se for o caso, recuperá-la. Na avenida Paulista, em São Paulo – uma via de vocação comercial mas que abriga também residências – embora não tenha sido algo planejado, esse caráter multifuncional foi reforçado nos últimos anos com a inserção de espaços culturais, entre os quais foram pioneiros o Centro Cultural Fiesp, o Itaú Cultural e, ainda mais emblemático, o Museu de Arte de São Paulo.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante