Jean-Marie Duthilleul: Linha ferroviária Paris-Marselha, França

A nova linha Mediterrâneo do TGV (trem francês de alta velocidade, adaptado às tradicionais linhas férreas), inaugurada em junho último, liga Paris a Marselha em apenas três horas e resulta do trabalho de 12 anos da equipe do francês Jean-Marie Duthilleul. Há 20 anos, ele havia criado nova imagem para a Sociedade Nacional de Ferrovias (SNCF), ao modernizar as estações da linha TGV-Atlântico, inaugurada em 1981.

O traçado da linha Mediterrâneo necessitou não só da construção de três novas estações -Valence, Avignon e Aix-en-Provence – e da reforma total das seis existentes,  como também da execução de 250 quilômetros de vias férreas, 13 quilômetros de túneis e 390 pontes. Para conseguir a homogeneidade das novas estações, os projetos foram desenvolvidos simultaneamente, todos explorando o tema da estação-jardim, que resultou na ocupação de apenas 10% da área de cada uma delas. O restante do espaço, utilizado na organização dos acessos, foi inteiramente ajardinado. Os arquitetos trabalharam junto com o paisagista Michel Desvigne desde os primeiros croquis.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante