GMP / Grupo Stadia: Arena da Amazônia, Manaus

Fachadas climáticas, ventilação, iluminação e sombreamento naturais, reúso de água e reutilização do material de demolição do estádio Vivaldão estão na lista de propostas do projeto para a Arena da Amazônia, que tem como meta atender aos requisitos do programa Green Goal

Para figurar entre as sedes da Copa do Mundo de 2014, Manaus ganhará um novo estádio, a Arena da Amazônia, que tem desenho inspirado pela diversidade da floresta e da cultura local. O projeto, parceria do escritório alemão Von Gerkan, Marg und Partner (GMP) com o brasileiro Grupo Stadia, visa, segundo os autores, definir uma solução altamente eficiente e funcional, cumprindo todas as exigências da Fifa, e ainda refletir a identidade amazônica.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 8.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Assine por R$ 2,99 mensaisJá sou assinante