Francisco Javier Judas y Manubens: Museu Itaú Numismática, São Paulo

No Brasil não existe similar; mesmo no mundo, poucos museus especializados dispõem da tecnologia empregada no Itaú Numismática - Museu Herculano Pires.

Moedas: a coleção do banqueiro
Especializado em moedas e medalhas, ele ocupa o último pavimento do edifício Itaú Cultural. A limpa configuração espacial adotada pelo arquiteto facilita a exposição cronológica da história das moedas no Brasil.“Não queríamos fazer apenas um depósito de moedas iluminado”, explica Manubens. O setor de exposições ocupa cerca de 2/3 da área útil do pavimento. No restante acomodam-se ambientes de apoio – uma sala destinada ao diretor da instituição e outra aos monitores – e o hall de entrada. No hall de entrada, os visitantes depositam seus pertences em escaninhos, para então dirigir-se a uma porta-eclusa que dá acesso a um auditório (com capacidade para até 20 pessoas). Nesse ambiente, uma sessão de vídeo fornece aos leigos informações sobre a viagem que farão a seguir.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante