(Foto: Fran Parente)

FGMF Arquitetos: Residencial Moou, São Paulo

Há condicionantes urbanísticas importantes embasando as decisões de projeto do Edifício Moou, residencial projetado pelo FGMF Arquitetos para a incorporadora e construtora SKR. Localizada no bairro da Vila Madalena, não muito distante da sede do escritório paulistano de arquitetura, a edificação foi concebida sob a regência do antigo Plano Diretor de São Paulo – no seu caso, mais restritivo do que o atual -, são escassos os recuos em relação aos prédios vizinhos e a rua tem acentuada inclinação. Dificuldades motivadoras de uma arquitetura plural, onde a diversidade de elementos e de volumetrias não apenas responde às condicionantes mas, sobretudo, qualificam o projeto.

Lourenço Gimenes, sócio de Fernando Fortes e Rodrigo Marcondes Ferraz no FGMF, conta que foi horizontal o processo de projeto do Moou, iniciado em 2014. Os arquitetos tiveram liberdade para pensar globalmente o tipo de edificação que surgiria naquele terreno do bairro da Vila Madalena – o produto, como se diz no jargão do mercado imobiliário -, optando pela setorização dos apartamentos em duas torres interconectadas dispostas longitudinalmente no lote. Embora variem os layouts e as metragens das unidades (40 no total), em linha geral a torre da esquerda – mais alta e mais comprida – abriga os apartamentos da ordem de 90 metros quadrados de área (dois por andar) enquanto que a da direita, recuada em relação a outra e mais baixa do que ela, é onde estão os apartamentos menores, com cerca da metade da área construída (quatro por andar).

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante