Fernando Brandão: Livraria Cultura, SP

O arquiteto procurou reproduzir, nos interiores da megalivraria, um ambiente de sebo, onde as pessoas se sentissem à vontade, em meio às prateleiras, para folhear e ler livros

Nessa primeira filial da Livraria Cultura, que chama a atenção por seus interiores de múltiplos ambientes, criativos e acolhedores, o proprietário desejava um perfil de megastore, sem lembrar um supermercado. Para ele, os livros devem ser a prioridade e o ambiente, confortável, atraente e propício a reuniões e bate-papos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante