(Foto: Pedro Mascaro)

Fernandes Arquitetos: Ramal Parangaba – Mucuripe do metrô de Fortaleza, CE

Parte do planejamento estratégico de Fortaleza para concorrer ao posto de uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, a melhoria da mobilidade urbana da cidade teve execução morosa e incompleta nos seus diversos modais. Como o ocorrido em tantos outros Estados do país. Fez parte do plano cearense a implantação do chamado Ramal Parangaba – Mucuripe da Metrofor, a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos, cuja arquitetura das estações, dez no total, é de autoria do escritório paulistano Fernandes Arquitetos. Em julho de 2018 as obras foram finalizadas após quase sete anos de trabalho.

Antes de Fortaleza, a equipe liderada por Daniel Fernandes teve experiência com a criação de estações metroviárias em São Paulo, onde a Estação Imigrantes da Linha 2, Verde, foi inaugurada em 2006, mesmo ano do início do projeto da Estação Bonocô, de Salvador, inaugurada em 2015, passando-se para o montante atual de “mais de 100 estações projetadas no Brasil, de vários modais”, depõe o titular do escritório. No projeto para a capital cearense, os arquitetos paulistas ingressaram no início do processo, sendo responsáveis pela arquitetura desde a fase do Estudo Preliminar até a do Projeto Executivo – subsídio para o dossiê de licitação da obra – mas, trabalhando em consórcio multidisciplinar, o acompanhamento da obra não fez parte do seu escopo de atuação. Surpreendentemente a construção a “conta gotas”, no entanto, comemora Fernandes, não desvirtuou o projeto arquitetônico.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante