Estúdio B.E.L.V.: A arquitetura como ação cultural

A década de 60 marcou, em todo o mundo, o questionamento de valores estabelecidos. A arquitetura não ficou fora desse processo, seja nas teorizações de italianos e norte-americanos, como Rossi; Tafuri, Venturi, Jencks, nas contestações ultra tecnológicas ou ecologistas, nos revivais, na retomada crítica dos postulados das vanguardas modernas, ou na participação do usuário, para relembrar apenas alguns temas.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante