Éolo Maia, Jô Vasconcellos e Sylvio Emrich de Podestá: Palácio Arquiepiscopal, Mariana, MG

A cidade de Mariana, com seu traçado espontâneo e seu casario típico das cidades mineiras do ciclo do ouro, apresenta-se hoje já bastante descaracterizada, embora o conjunto arquitetônico e urbanístico da praça Gomes Freire ainda se mantenha preservado.Conteúdo exclusivo para assinantesPor apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigosClique e assineJá sou assinante