(Foto: reprodução/Folhapress)

Entrevista – Sérgio Ferro

Reflexões sobre o brutalismo caboclo

No ensaio Arquitetura Nova, de 1968, Sérgio Ferro escreveu, em tom de crítica, que os projetos dos anos 60 em São Paulo, diante do adiamento de suas esperanças de organizar o espaço de um outro tempo mais humano, resultaram numa espécie cabocla de brutalismo oposto ao brutalismo estetizante europeu.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante