Entrevista – Elizabeth de Portzamparc

(Foto: Steve Murez)

A brasileira Elizabeth de Portzamparc vive atualmente o auge da sua carreira. Com importantes obras e projetos de arquitetura e urbanismo em andamento na França, onde vive desde o final dos anos 1960, e fora dela, a profissional – formada em sociologia urbana pela Universidade de Paris 5, em desenvolvimento e planejamento urbano pela Paris 1 Sorbonne e titulada arquiteta, por mérito da obra, em 2006, por uma comissão especial do Ministério da Educação e Cultura da França – venceu nos últimos anos importantes concursos públicos internacionais para a criação de uma gama variada de projetos

Desde equipamentos culturais, como o Museu da Romanidade, em Nimes, que publicamos na edição 444 da PROJETO (setembro/outubro 2018), e a Grande Biblioteca Documental de Aubervilliers, ao norte de Paris, pertencente ao campus universitário Condorcet de Aubervilliers (em construção), até de transporte – como a estação regional de trem Le Bourget que, atualmente em obras, será a porta norte de entrada do Grand Paris Express, o conjunto de linhas de trem e metrô que está sendo implantado na região de Île-de-France – e também torres, como o Centro de Operação de Inteligência Taichung, em Taiwan.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante