Entrevista: Alessandra Araújo, diretora executiva da GCP Arquitetos

Vertente da arquitetura contemporânea, a biomimética adapta conceitos da natureza na busca por soluções sustentáveis que aumentem a eficiência das edificações, como explica Alessandra Araújo, diretora executiva da GCP Arquitetos e especialista no assunto

Relevos e superfícies de folhas podem inspirar desenhos e soluções de fachadas de edifícios. O mesmo vale para peles de certos animais, cujos esqueletos, com seus reforços pontuais, também servem para sugerir a criação de estruturas. “Na natureza não há desperdício de matéria, ou seja, uma ave terá uma estrutura óssea no padrão necessário para ter a leveza de voar. Essa funcionalidade pode ser replicada na arquitetura”, observa a bióloga e especialista no assunto Alessandra Araújo, sócia diretora do escritório GCP Arquitetos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante