Em São Simão, um exemplo que pode orientar os sem-casas

Depoimento de Mauro de Castro Freitas a NiIdo Carlos Oliveira

Havia uma área já disponível da prefeitura, de 20 000 m2. E havia dezoito famílias tão pobres; que não poderiam ser enquadradas em nenhuma das faixas do BNH. Elas não tinham como enfrentar as dívidas que construções tipo Cohab Nosso Teto ou Pró-Morar representariam. Além disso, estavam de tal modo marginalizadas, que a comunidade local teria dificuldade em assimilá-las. Nesse quadro, como resolver o problema dessas famílias? Expulsá-las de um centenário galpão de granja, deteriorado pelo tempo e pela falta de serventia, onde elas viviam encortiçadas, sem nenhuma infraestrutura, há quinze anos? E, expulsas, para onde iriam?

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante