(Foto: Bruno Roberto Padovano)

Duas torres bancárias em Hong Kong, numa leitura eminentemente urbana | Por Bruno Roberto Padovano

O Hong Kong and Shangai Bank, de Foster and Associates, e o Bank of China, de I. M. Pei and Associates.

Há um restaurante muito chique e muito in em Hong Kong, frequentado pela nata da sociedade local. Paradoxalmente, chama-se 97, uma alusão direta ao ano da transferência do pequeno protetorado inglês para a superpotência comunista número 2, a China.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Por apenas R$ 2,99 mensais, você tem acesso ao conteúdo completo do acervo da revista PROJETO, com mais de 7.000 obras, projetos, entrevistas e artigos

Clique e assineJá sou assinante